Lesão  SLAP

O SLAP ocorre quando há uma lesão do lábio da glenóide na sua porção superior, justamente onde há a origem do bíceps. O SLAP pode ser causado por um trauma no ombro, nas luxações do ombro ou por movimentos repetitivos semelhantes ao arremesso.

O diagnóstico do SLAP não é simples. Existem diversos testes de exame físico que podem sugerir a lesão, mas em geral não são específicos para o SLAP (ou seja, podem ser positivos em outras doenças como as lesões dos tendões do manguito rotador). A ressonância magnética é o principal exame para o diagnóstico e, eventualmente, pode ser necessário o uso de contraste intra-articular (injeção de contraste dentro da articulação) para melhorar a sensibilidade do exame.

Nem todas as lesões de SLAP precisam de tratamento. A reabilitação com fisioterapia é o tratamento de escolha e deve ser feito em todos os casos antes de se discutir sobre a cirurgia. O objetivo da reabilitação é corrigir contraturas do ombro, melhorar a força dos tendões e auxiliar na diminuição de eventuais processos inflamatórios. Além disso, a correção do gesto esportivo é essencial para evitar que a dor ocorra novamente. A reabilitação não corrige a lesão do lábio, que não cicatriza sozinho, mas pode ser suficiente para aliviar a dor na maioria dos casos.

Na minoria dos casos de lesão de SLAP que não apresentam resposta com a reabilitação ou nos casos de dor recorrente ou na perda de desempenho esportivo, o tratamento cirúrgico pode ser indicado. Existem 2 opções principais de cirurgia: o reparo da lesão ou a tenodese do bíceps. Ambas podem ser feitas por artroscopia (vídeo), de modo minimamente invasivo. 

   Dr. Paulo Belangero

Doutor em Ciência pela UNIFESP. Especialista em Ombro/ Cotovelo e Trauma Esportivo